Você é um idiota e eu te odeio. Odeio quando eu quero que você faça uma coisa e você faz completamente outra. Odeio quando você não me dá atenção e parece estar ocupado demais pra mim. E eu odeio mais ainda ter que fazer alguma coisa pra que você perceba que eu preciso de mais atenção. Odeio ficar com saudades de você. Odeio ficar carente de você. Odeio quando você não percebe as coisas erradas que faz. Odeio quando você não corre atrás de mim. Odeio quando você não percebe as indiretas que eu dou, e odeio ainda mais quando eu preciso te dar alguma indireta. Odeio quando você fica todo cheio de intimidades com suas amigas, e odeio mais ainda quando elas ficam achando que tem o direito de ficar de intimidade com você. Odeio quando você fica estranho e não me diz o porque. Odeio quando você fica distante, parecendo estar com a cabeça em outro lugar. Odeio a impressão que você passa de, ás vezes, não fazer questão de mim ou da minha presença. Odeio ainda mais essa minha sensação idiota, masoquista e estúpida de estar te perdendo. Meu medo de te perder. Odeio sentir ciúmes de você. Odeio demais. Odeio essa sua mania de não demonstrar o que sente por mim em público. Odeio quando você me dá motivos pra pensar besteira (por mais louca que seja). Odeio pensar que talvez, só talvez, você não tenha só a mim. Ou não queira mostrar as pessoas que você me tem. Odeio quando você dá a impressão de não querer mostrar pra ninguém que eu também te tenho. Odeio imaginar você com outras garotas, e me odeio mais ainda por imaginar essas coisas. Odeio prestar atenção em cada detalhe seu, e ás vezes ficar triste por esses detalhes. Odeio quando eu crio expectativas demais em cima de você. Odeio quando eu quero não me importar e deixar pra lá, mas simplesmente não consigo. Odeio quando eu tento te esquecer por 1 minuto, mas você continua na minha cabeça à cada segundo. Eu odeio qualquer coisa e qualquer pessoa que possa, pela mínima chance que seja, te tirar de mim. Odeio as nossas brigas sem sentido. Mas eu odeio mais ainda, ter motivos pra brigar com você. Odeio me sentir insegura, como se à qualquer momento você pudesse me deixar. Aliás, eu odeio quando você me deixa, por menor que seja o tempo. Odeio ter a sensação às vezes de que você quer ir, quando tudo que eu mais quero é te fazer ficar. Odeio quando tudo tá bem, e por um vacilo seu de 5 segundos, de repente já está tudo mal. Odeio saber que você tem meu coração, e que no momento que quiser, pode quebrá-lo. Odeio essa lista idiota de (quase) todas as coisas que eu odeio em você. Mas o que eu odeio mesmo, é não conseguir te odiar. Odeio saber que, eu posso fazer mil listas dessas mas no fim não vai adiantar nada… Porque a verdade é que eu não odeio nada disso. Tenho raiva (às vezes muita raiva), é verdade. Mas eu não consigo te odiar. Porque eu posso ter mil motivos pra odiar você… Mas eu tenho um milhão deles pra te amar.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s